Déficit Primário do Governo Central Aumenta Significativamente em Maio! CHOQUE DE CONTAS!

O surpreendente déficit primário de R$ 61 bilhões em maio ameaça a estabilidade econômica. Aumento inesperado sinaliza alerta vermelho para as finanças do país, com gastos previdenciários e sociais fora de controle. Leia mais sobre essa crise iminente.

0

Em uma recente revisão financeira, o Governo Central (compreendendo o Tesouro Nacional, a Previdência Social e o Banco Central) anunciou um acréscimo notável no déficit primário para o mês de maio, totalizando um surpreendente R$ 61 bilhões. Este número marca um aumento de 30,4% acima da inflação comparado ao mesmo mês do ano anterior, destacando-se como o segundo maior déficit para maio desde o início da pandemia de covid-19 em 2020.

O resultado negativo veio como uma surpresa para o mercado, tendo em vista que a pesquisa Prisma Fiscal, conduzida mensalmente pelo Ministério da Economia, projetava um déficit primário significativamente menor, na casa dos R$ 38,5 bilhões. Com a nova contabilidade, o acúmulo do déficit nos primeiros cinco meses do ano atingiu R$ 30 bilhões, contrariando o superávit primário observado no mesmo período do ano anterior, que foi de R$ 1,834 bilhão.

Como o Déficit Primário Impacta a Economia?

déficit primário é a diferença entre as receitas e despesas do governo antes do pagamento dos juros da dívida pública. Segundo as diretrizes estabelecidas pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) deste ano e pelo novo arcabouço fiscal, a meta era atingir um déficit nulo, com uma margem de tolerância de 0,25% do Produto Interno Bruto (PIB) para mais ou para menos.

Veja: Pagamento da SEGUNDA PARCELA do 13º SALÁRIO pelo INSS! Veja

Dinheiro
Dinheiro (Fonte: Google Imagens)

Quais Foram os Principais Fatores por Trás do Aumento do Déficit?

A ampliação do déficit está majoritariamente atrelada ao aumento das despesas governamentais, impulsionadas em grande parte pela antecipation do décimo terceiro dos pensionistas e aposentados do INSS e pelos elevados custos com o programa Bolsa Família. Apesar de um aumento nas receitas líquidas, que registraram uma alta de 13,2% em maio deste ano em comparação com 2023, as despesas totais cresceram em um ritmo mais acelerado de 18,5% em valores nominais.

CLIQUE AQUI e receba as PRINCIPAIS NOTÍCIA DE ÚLTIMA HORA pelo WhatsApp

Quais Setores Demonstraram Maior Crescimento nas Receitas?

  • A Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) mostrou destaque devido à recomposição de tributos sobre combustíveis e à recuperação econômica
  • O aumento na arrecadação do Imposto de Renda Retido na Fonte, especialmente por conta da tributação sobre fundos exclusivos, implementada no final do ano anterior

Estes incrementos foram essenciais para contrabalançar as quedas em outros setores, como a diminuição dos royalties, afetados pela baixa dos preços do petróleo no mercado internacional.

Confira também: MUDANÇAS NA APOSENTADORIA do INSS em 2024: O que Você Precisa Saber

Impacto dos Gastos com Previdência e Bolsa Família

Além disso, os custos com a Previdência Social tiveram um alarmante aumento de R$ 24,2 bilhões acima da inflação, decorrente não só da antecipação do décimo terceiro, mas também do crescimento no número de beneficiários e ajustes no valor do salário mínimo. Os gastos raros com o Bolsa Família também subiram, totalizando R$ 3,543 bilhões acima da inflação em relação ao ano anterior.

Em suma, enquanto o Governo Central enfrenta a necessidade de reajustar suas contas para cumprir metas fiscais conservadoras, o aumento contínuo das despesas em áreas sociais e previdenciárias impõe desafios adicionais na gestão financeira e econômica do país.

Veja também REAJUSTE DO INSS 2024: ENTENDA OS AUMENTOS E OS NOVOS VALORES

REAJUSTE DO INSS 2024: ENTENDA OS AUMENTOS E OS NOVOS VALORES (FONTE/EDIÇÃO: JOÃO FINANCEIRA TV)


Dica bônus:

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, assim nos siga em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

Dica extra: Tenha então todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias. Então, clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista.