Arroz: Governo e setor produtivo FIRMAM acordo para CONTROLAR preços

Veja todas as novidades a respeito da crise do arroz no Brasil

0

Na última quarta-feira, um importante acordo foi firmado entre agricultores e a indúria do arroz, contando com a presença de autoridades governamentais. Esse pacto promete trazer mais estabilidade ao mercado de arroz no Brasil, assegurando oferta constante e preços equilibrados até o consumidor final.

O encontro contou com figuras de destaque como Carlos Fávaro, ministro da Agricultura, e Paulo Teixeira, ministro do Desenvolvimento Agrário. Junto a eles, Edegar Pretto, presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), e Andressa Silva, diretora executiva da Abiarroz, também estavam presentes.

Como ficam os preços e a oferta de arroz?

arroz
Veja todas as novidades sobre o arroz. (Fonte: Freepik)

Segundo Andressa Silva, compromissos foram estabelecidos pelos agricultores e pela indústria para manter uma oferta adequada de arroz e garantir que os preços sejam justos desde a produção até a mesa do consumidor. Ações como a manutenção de estoques nos grandes centros consumidores e estratégias para melhorar o abastecimento em regiões vulneráveis fazem parte do acordo.

Leia mais: ATENÇÃO! PORTABILIDADE de FATURA do CARTÃO de CRÉDITO COMEÇA HOJE! VEJA como se LIVRAR da DÍVIDA

Em resposta, o governo prometeu evitar leilões para importação do grão. A medida provisória que permite essa ação ainda está em vigor até setembro, mas a perspectiva é que não seja necessária, considerando o recente entendimento.

CLIQUE AQUI e receba nossas PRINCIPAIS NOTÍCIAS pelo WhatsApp

Impactos das importações e leilões no setor

O presidente da Federarroz, Alexandre Velho, expressou a relevância deste diálogo com o governo. A possibilidade de grandes importações e a continuação dos leilões poderiam desestabilizar o setor, ameaçando até a dimensão da área plantada para as próximas safras. As conversas proporcionaram um entendimento mútuo sobre os desafios e as necessidades do mercado de arroz.

Que ações serão tomadas para monitorar o mercado?

Durante a reunião, ficou acordado que a Câmara Setorial do Arroz criará um grupo de trabalho para observar as dinâmicas do mercado. Essa equipe, que contará com a participação da Conab, realizará levantamentos semanais de preços. Caso detectem elevações inadequadas, a Câmara estará pronta para mobilizar a produção e a indústria para atender essas necessidades.

Leia mais: Atenção: Reforma do Regimento Interno da Câmara dos Deputados Promete Punir. Entenda! – Diário de Notícias

Ademais, o governo, através do Mapa, MDA e Conab, colaborará diretamente com o segmento para facilitar o acesso ao arroz a preços competitivos pela população brasileira. “Nosso objetivo é garantir que o aumento dos preços seja controlado e não prejudique os consumidores”, ressaltou Edegar Pretto.

Iniciativa ‘Arroz da Gente’ pretendida aumentar o suporte ao produtor nacional

Como parte do Plano Safra deste ano, o governo lançou ontem o programa “Arroz da Gente”. A iniciativa visa oferecer crédito com juros reduzidos, assistência técnica, garantia de comercialização e facilidades para a aquisição de equipamentos como colheitadeiras e silos secadores de menor porte. Essa estratégia pretende alcançar 10 mil famílias agricultoras em 200 municípios espalhados por diversas regiões do país, com especial atenção ao fortalecimento da produção nas áreas menos desenvolvidas.

Leia mais: URGENTE! Sergio Reis e Zé Trovão são indiciados pela PF em atos antidemocráticos!

O Sul do país, que hoje responde por 85% da produção de arroz nacional, terá um papel crucial neste contexto. Porém, o apoio às outras regiões é essencial para diversificar a produção e aproximá-la dos centros consumidores, reduzindo custos e impactos ambientais relacionados ao transporte de longa distância.

Veja Também: PAGAMENTO INSS JULHO

PAGAMENTO de JULHO INSS foi ANTECIPADO! DIVULGADO CALENDÁRIO de JULHO dos APOSENTADOS INSS. (Fonte: João Financeira TV)

Dica bônus

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

Dica extra: Tenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias: Clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista.