Nasa faz descoberta chocante! Indícios de colisão cósmica apocalíptica revelados

Pesquisadores da NASA detectaram sinais sugerindo colisões planetárias massivas que podem ter acontecido no sistema solar a milhões de anos.

0

Pesquisadores da NASA detectaram sinais sugerindo colisões planetárias massivas que podem ter acontecido no nossa sistema solar a milhões de anos atrás. A descoberta foi feita com base na observação de uma nuvem de poeira e gás com luminosidade singular e flutuante, considerada como evidência de uma colisão cósmica pelos cientistas.

O que é uma Colisão Cósmica?

Colisão cósmica foi identificada pela nasa no nosso sistema solar (Fonte: Reprodução Google)
Colisão cósmica identificada pela nasa no nosso sistema solar (Fonte: Reprodução Google)

Uma colisão cósmica é um fenômeno impressionante que ocorre no Universo quando dois corpos cósmicos distintos se chocam.

Leia Mais: Bolsonaro critica declaração de Lula sobre Israel: “Não cabe a um presidente”. Saiba mais sobre a polêmica

Certos tipos de colisões perduram por longos períodos de tempo na escala humana, devido às vastas distâncias do cosmos, geralmente se estendendo por alguns milhões ou até bilhões de anos.

Embora esses processos não possam ser observados completamente, é possível fazer previsões sobre o que acontecerá graças à influência da gravidade.

CLIQUE AQUI e receba as nossas PRINCIPAIS NOTÍCIAS pelo WhatsApp

Descoberta da Nasa

Pesquisadores da NASA fizeram uma descoberta extraordinária sobre possíveis colisões planetárias de grande escala que podem ter ocorrido em nosso sistema solar há muitos anos.

Leia Mais: Pagamento Extra de R$84.720 Disponível para Aposentados e Pensionistas pelo INSS! Saiba Mais!

Durante um estudo da NASA, foi observado então um fenômeno incomum: uma nuvem de poeira e gás emitindo uma luz peculiar. Pesquisadores que investigam planetas fora do nosso sistema solar podem detectar sinais semelhantes de colisões planetárias.

Enquanto observavam uma estrela jovem semelhante ao Sol, os pesquisadores testemunharam um acontecimento intrigante: o brilho da estrela diminuiu rapidamente.

Os cientistas notaram que, anteriormente, a estrela se tornou mais brilhante por mil dias. Após 2,5 anos, a estrela foi eclipsada, ou seja, algo passou em sua frente, reduzindo seu brilho por 500 dias.

Os pesquisadores identificaram que uma vasta nuvem de gás e poeira foi responsável por essas variações de brilho. Eles sugerem que essa nuvem apareceu devido a uma colisão cósmica entre dois exoplanetas, sendo que um deles possivelmente era um planeta de gelo, sua composição era de gelo.

Dessa forma, essa colisão teria completamente fundido os dois planetas, resultando em um núcleo derretido cercado por uma nuvem de gás, rocha incandescente e poeira.

Leia Mais: FGTS Digital! Substituição de saque-aniversário por crédito consignado? Entenda o que pode mudar

Dessa forma, essa descoberta nos proporciona uma visão dos eventos extraordinários que ocorreram em nosso sistema solar ao longo do tempo.

Veja também: GOVERNO libera EMPRÉSTIMOS sem MARGEM em 48x SEM JUROS + R$ 21.000,00

OFICIAL: GOVERNO libera EMPRÉSTIMOS sem MARGEM em 48x SEM JUROS + R$ 21.000,00 – VEJA como SOLICITAR (Fonte: João Financeira TV)

Dica bônus

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

Dica extraTenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias. Então clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista.