Riscos do Peeling Facial de Fenol: Entenda o Procedimento

O peeling facial de fenol é um procedimento estético profundo e agressivo que pode causar riscos sérios à saúde.

0

Recentemente, a morte do empresário Henrique Chagas, após realizar um peeling de fenol, trouxe à tona as discussões acerca desse tratamento estético.

Esse procedimento, que é utilizado principalmente para grandes rejuvenescimentos, envolve altos níveis de complexidade e riscos potenciais.

A vítima, Henrique, buscava amenizar as marcas de acne em sua face e enfrentou complicações durante a aplicação dessa técnica.

O peeling de fenol é um dos métodos mais intensos no campo do rejuvenescimento facial.

Juliana Toma, uma renomada dermatologista, explica que essa substância penetra profundamente nas camadas da pele, promovendo uma renovação celular intensa.

No entanto, a aplicação deve ser realizada com extremo cuidado e somente por profissionais capacitados em ambientes adequados.

Continue lendo para entender mais sobre o peeling facial de fenol.

O que é o Peeling de Fenol?

Peeling Facial. (Fonte: Reprodução Google)

O peeling de fenol é considerado um dos procedimentos estéticos mais profundos para tratamento de rugas severas e manchas profundas.

Leia mais: NOVA PROVA DE VIDA do INSS Beneficia Milhões de Brasileiros! VEJA AGORA:

De acordo com a médica Juliana Toma, a principal ação do fenol é causar a quebra das proteínas da pele, resultando em um processo intensivo de descamação e regeneração da derme e epiderme.

Quais são os riscos do Peeling de Fenol?

Apesar de seus benefícios aparentes, o peeling de fenol carrega riscos significativos. A toxicidade alta pode afetar o coração, rins e fígado.

Isso o classifica como um procedimento de alta vigilância e não recomendado para todos os tipos de pele, especialmente as mais escuras, devido ao risco elevado de descoloração.

Como é realizado o procedimento?

  • Análise prévia da condição da pele e histórico médico do paciente.
  • Aplicação do peeling somente em ambiente controlado por especialistas.

Leia mais: Confira como entrar em contato com a João Financeira

  • Uso de anestésicos, devido ao alto nível de dor provocado pelo tratamento.
  • Acompanhamento pós-procedimento para controlar dor, inflamação e possíveis complicações.

Quem deve evitar o peeling de fenol?

Indivíduos com pele mais escura ou que possuem histórico de descoloração devem evitar o procedimento.

Além disso, pacientes com problemas pré-existentes no fígado, rins ou coração são desaconselhados a realizar o tratamento, assim como aqueles que sofrem de herpes labial que não passaram por uma profilaxia adequada.

Leia mais: Aumento dos PRECATÓRIOS do INSS em 2024: PAGAMENTO

O caso de Henrique Chagas ressalta a importância de escolher profissionais qualificados e de se submeter a uma avaliação detalhada antes de optar por tratamentos invasivos como o peeling de fenol.

Enquanto a promessa de rejuvenescimento é atraente, os riscos associados podem ser significativos e requerem consideração cuidadosa.

Veja também: LULA libera NOVA LINHA de CRÉDITO CONSIGNADO

INSS: LULA libera NOVA LINHA de CRÉDITO CONSIGNADO – EMPRÉSTIMO EMERGENCIAL LIBERADO! (Fonte: João Financeira TV)

Dica bônus:

Receba nossas informações diariamente de forma gratuita, nos seguindo em nossas redes sociais:

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO INSTAGRAM!

CLIQUE E CONHEÇA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK!

Dica extra: Tenha todas as informações de forma rápida e sem precisar ler as notícias: Clique aqui, se inscreva em nosso canal do Youtube e assista.